Estamos fartos de saber que todos os políticos do mundo têm lá suas maneiras de governar, porém existem os mais e menos precavidos, os mais e menos inteligentes, mas com certeza BURROS de comer capim, acredito que não; embora já tenhamos tido um rei na história do mundo que comeu sim capim, mas aí no caso, convenhamos foi um castigo de Deus em função do seu orgulho e de suas iniqüidades praticadas, vivêssemos hoje aqueles tempos, honestamente acredito até que poderia faltar pastos, pois infelizmente assistimos a muitos gestores, se julgando deuses, não aceitando opiniões, ou mesmo interferência para suas tomadas de posições, afora a nua crueldade que fazem com os que dependem dos mesmos.

Tenho certeza absoluta, que muitos políticos dependessem da vontade do povo, iriam literalmente pastar, isto tendo em vista a crueldade como muitos se comportam em relação ao povo, ou seja tal qual Nabucodonosor, enchem-se de orgulho, de vaidades, como se imortais fossem, e ainda usam de todas as maneiras possíveis para humilhar seus colaboradores, ou ainda mais a própria população dependente de suas ações como governantes, daí então ser necessário entender que quando vivemos em um regime democrático, quando temos o direito de escolher aqueles que nos irão representar, o caminho para mudar estes senhores é exatamente o das urnas, não adianta conversas de botecos, não adianta gritaria; silenciosamente você poderá fazer os “Nabucodonosor” existentes por aí, irem comer capim através do seu sagrado voto.

Existe um velho e sábio adágio que diz “quando quiseres saber quem é uma pessoa entrega-lhe o poder” e realmente isto é verdadeiro pois as transformações são muitas, não poucas vezes nos deparamos com pessoas simples, que quando chegam ao poder sofrem uma profunda transformação, não dando-se por conta que muitas vezes passam a atingir exatamente aqueles que lá os colocaram, e que também são os mesmos que sentindo-se desprezados, e humilhados poderão amanhã tirar-lhes do poder.

Nos aproximando de novas eleições, onde mais uma vez iremos eleger vereadores e prefeitos, as mãos da humildade já começam a ser estendidas, desta feita nos faltarão os apertos de mãos, tendo em vista a pandemia do covid/19 que está assolando o nosso país, o nosso mundo, caso contrário o cenário dos abraços, e crianças nos braços dos candidatos estariam sendo filmadas aos montes, para serem levadas ao ar, nos horário nobre das propagandas políticas, não gratuitas como falam por aí, mas com certeza uma das mais caras do mundo, que custa e muito, o dinheiro do povo brasileiro, carente de tantos e tantos serviços públicos de excelência.

Portanto peçamos a orientação de Deus, para tomarmos decisões sabias, para fazermos escolhas que realmente sejam da vontade Dele, lembrando apenas que mais do que nunca, precisamos de gestores cada vez mais justos e humanos, frente aos tantos problemas que afligem hoje o nosso país, o nosso mundo.