FOI ASSIM
Vi a porta fechar,
Vi o cadeado na porta,
Vi a polícia entrar,
Vi o barão dominar,
Vi famílias chorar,
Vi o povo reclamar,
Vi a dor, e o sofrimento,
Vi o que vi, sem comentar,
Vi o silêncio imperar,
Vi o temor se avizinhar,
Vislumbrei o diferente,
Diferente…diferente…
Vislumbrei pessoas alegres,
Vislumbrei o entendimento.
Veio então a realidade,
Veio a lágrima…
E por que veio?
Continue o poema…
O fim é seu…. os porquês são seus….livre….livre para todos…por que ser livre é puder viver.

 

Fonte: portalcentralro.com.br