Candidatos não querem mais citar nome de Lebrão como apoiador nesta eleições, após flagrante de corrupção

Quem contava com o apoio do parlamentar, agora busca desvencilhar seu nome da campanha, em todo o Estado.

Deputado Lebrão filmado enquanto recebia propina.

As próximas eleições para os candidatos apoiados pelo deputado Lebrão (MDB), flagrado recebendo dinheiro supostamente de corrupção, junto com a filha a prefeita de São Francisco do Guaporé (RO), Lebrinha está sendo considerada uma das mais complicadas.

Vídeos gravados com deputado, que inclusive, poderá ter processo de cassação iniciado nesta semana, estão sendo apagados numa tentativa clara de evitar que imagens de postulantes aos cargos de prefeito e vereador, não sejam ligadas a Lebrão, que está preso em Porto Velho (RO).

José Eurípides Miranda (Lebrão), foi o deputado mais votado nas últimas eleições em 2018. Lebrão recebeu 20.357 (vinte mil, trezentos e cinquenta e sete votos) e mesmo preso, continua exercendo seu mandato protegido pelo Regimento Interno Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE).

Quem recebeu fala/apoio do deputado, da sua filha Lebrinha que também continua presa, agora tenta descartar a imagem de que há influências do parlamentar sobre suas campanhas.

Nesta segunda-feira (26), mais uma alínea nesta história, que envolve os prefeitos de Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura e São Francisco, além do deputado e um empresário, poderá ter continuidade… um verdadeiro forno em chamas que servirá para queimar candidaturas e propostas de quem se dizia rígido e correto, integro, honesto e mais justo, mas que na verdade poderia estar desfrutando de parceria intrínseca, ou seja, que alinhava com os mesmos objetivos do deputado e sua filha.