Na noite da última sexta-feira (23), o Itamaraty parabenizou a vitória de Luis Arce, do MAS (Movimento ao Socialismo, partido do deposto Evo Morales), nas eleições presidenciais na Bolívia. Em nota, o órgão disse que o Brasil trabalhará com o país andino para promover “iniciativas de interesse comum”.

Segundo o Poder360, o motivo do Brasil só ter se manifestado sobre a vitória de Arce agora foi o fato de os resultados oficiais não terem sido anunciados até o dia em que a nota foi publicada. Países como Venezuela, Argentina, Peru, Paraguai, Chile e México não fizeram o mesmo. 

“O governo brasileiro afirma sua disposição de trabalhar com as novas autoridades bolivianas com vistas à implementação de iniciativas de interesse comum e no âmbito dos laços de amizade, vizinhança e de cooperação que unem os dois países e seus povos”, afirmou o Itamaraty. 

A chancelaria também destacou o “clima de tranquilidade e harmonia” durante as eleições, o que eles atribuem à “participação dos observadores independentes das missões que acompanharam a votação”. 

A atitude do governo Brasileiro foi diferente quando comparada à sua reação ao golpe que levou Jeanine Áñez ao poder, após controvérsias envolvendo a falsa ideia de que o partido de Evo interferiu no processo eleitoral. Em novembro do ano passado, o Brasil foi um dos primeiros países a reconhecer Áñez como presidente legítima da Bolívia.

Fonte: https://www.brasil247.com/