Dória e cia mostram que negligenciam aglomerações no transporte coletivo

O “show do meio-dia” do governador João Doria, nesta sexta (5), foi um raro flagrante de despreparo. Uma repórter da Rádio Bandeirantes, Maira Di Giaimo perguntou a João Gabbardo, mandachuva nas ações contra Covid, sobre a ideia de escalonar horários de atividades para evitar aglomeração nos transportes, exposta na emissora um pouco antes pelo secretário da área, Alexandre Baldy. Ninguém sabia o que dizer. Pior: ficou claro que ônibus e metrô lotados na pandemia não preocupam aquelas autoridades. Talvez porque jamais usaram transporte público. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O vexame se deu quando Gabbardo passou a bola para Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento. Atônita, a moça nem abriu a boca.

O silêncio de Patrícia foi quebrado por Doria (“ela foi pega de surpresa”), que sapecou “cada um no seu galho”, encerrando o assunto.

Patrícia admitiu à Rádio Bandeirantes dia 25 passado, que aglomeração em ônibus e metrô nunca foi tema discutido no “centro de contingência”.