O candidato a prefeito pelo município de Jaru Sebastião Santana (PRTB), está gravando uma série de vídeos, onde passa clara mensagem de que estaria sofrendo sabotagens, ameaças e que sua candidatura estaria incomodando bastante, alguns opositores e até autoridades no município, a quem se referiu como, “inimigos e cachorros loucos”.

Não foi encontrado nenhuma perfil atualizado em rede social do empresário do ramo de comunicação, que não seja whatsapp e um canal no Youtube, cuja a última atualização, foi há oito anos. Santana divulga todos os seus vídeos de denúncias, no seu canal de TV local – TV Cidade – e através de grupos de whatsapp.

Recentemente o Ministério Público Eleitoral (MPE), conforme informações da imprensa e de Santana, teria indeferido a candidatura do vice, na coligação encabeçada por Sebastião Santana.

Elias Teixeira (candidato a vice), não teria cumprido alguns tramites – critérios exigidos e necessários – para concorrer às eleições em 2020. Conforme a apurado, o PRTB apresentou defesa, mas até o momento a decisão foi mantida.

Após esta decisão o comunicador foi para as redes sociais e gravou um vídeo anunciando que a concessionária de energia elétrica supostamente o estaria perseguindo, pois, cortou sua força elétrica, com apenas um talão de energia atrasado. Santana não disse o valor.

Neste vídeo, Santana relata uma suposta perseguição. Ele também fala de órgãos e de veículos de imprensa, que segundo suas declarações, estariam comprados por determinado grupo.

“A perseguição do sistema de Jaru, um sistema covarde, que quer calar a boca de qualquer jeito da TV Cidade. Cortaram minha energia, eu tenho uma conta de energia só atrasada, não me comunicaram e vieram ontem e cortaram minha energia, para calar a boca da imprensa”, diz Santana.

Polêmico, o comunicador denuncia que este suposto “sistema que comanda alguns setores no município” comprou veículos de comunicação como, rádio, TV e até sites.

“Eles podem comprar aí rádio, televisão e site, mas a TV Cidade não compram. A TV Cidade pertence a Deus e eu estou fazendo um trabalho para Deus aqui. Estamos somente de passagem. Eu estou construindo a minha história”, diz o comunicador.

Noutro vídeo polêmico, que foi gravado dentro de um automóvel, o comunicador faz outra série de denúncias. Santana dá a entender que estaria sendo traído supostamente por quem pensou ser seus aliados e que, estaria nas mãos de inimigos.

“É muito difícil é candidato de Jaru. Esse povo é um povo muito covarde, entendeu. Aquelas pessoas que era para mim proteger, não estão me protegendo. Me colocaram aí nas mãos dos cachorros doidos. Nas mãos dos cachorro doido”, desabafa.

O comunicador demonstra ter sabido de algo muito ruim para ele, pois, novamente denuncia uma suposta “máfia”, que comandaria alguns setores no município.

“Tô na mão da máfia de Jaru. Tão fazendo o que bem querem comigo. Eu tô pedindo socorro aqui. Irmão eu tô pedindo socorro. Daqui a pouco vão me matar e vai ficar por isso. Eu tô pedindo socorro, eu não posso ser candidato”, e o vídeo acaba, como se houvesse mais falas do jornalista.

Outra denúncia divulgada em redes sociais por Santana, foi feita ao Ministério Público de Rondônia (MP/RO), na última quinta-feira (8). Santana quer a “Suspeição” de um Juiz responsável pelas análises dos pedidos de candidatura no município.

(Clique Aqui e Acesse)

O apresentador entrou a denúncia que foi recebida por volta das 18h, pelo Promotor de Justiça da comarca. Na denúncia, Santana relata que o Mm Juiz de Direito Dr.º Luiz Marcelo Batista da Silva, não estaria apto, devido ter parente trabalhando desde o último dia 02 de fevereiro, no hospital municipal.

Os advogados do comunicador citam o Artigo 145 do Código de Processo Civil e todos os quatro incisos e os dois parágrafos, com seus respectivos incisos.

Veja Aqui as duas denúncias do comunicador, que circulam nas redes sociais.