Morte de Toinho do Açougue choca cidade de Presidente Médici

O pioneiro pode ter sido vítima de coronavírus. Semusa confirmou que Toinho estava positivado havia alguns dias.

Hipertenso, diabético e positivado com o vírus da Covid-19, o açougueiro de muitos anos em Presidente Médici (RO), Tonho do açougue, morreu no início da manhã deste domingo, dia 05 de julho e chocou a cidade.

Tonho pode ter sido a segunda vítima do coronavírus na cidade, que neste momento registra 70 infectados pela doença, apenas 18 recuperados e duas mortes.

A esposa da vítima também foi positivada e ambos seguiam o protocolo de isolamento social e ingeriam medicamentos como, hidroxicloroquina e azitromicina, mas Tonho era diabético e hipertenso, o que pode ter agravado a doença.

O secretário municipal de saúde Rubi Cosa confirmou que a vítima teria sido socorrida ao hospital municipal, com a pressão arterial aferindo 22/17 e com pico glicêmico de 487. Tonho também teria sofrido uma queda e batido a cabeça, em sua casa.

Conforme apurado pelo Jornal Eletrônico Portal Central RO, a queda pode ter sido provocada pelo pico glicêmico. A família está inconsolável.

O pioneiro que trabalhava num açougue de um supermercado havia muitos anos, deixa muitos amigos e um alerta para toda a população do município, que tem sofrido com os últimos ataques da Covid-19, saindo de três pessoas infectadas no meio do mês de junho, para setenta na primeira semana de julho, um crescimento regado e provocado pela falta de consciência de algumas pessoas que insistem em promover aglomerações e não colocam em prática o protocolo orientado pelos órgãos de saúde e sanitários.