Ocupação de leitos da Covid-19 em Rondônia atinge índice crítico

Leitos de UTI estão 100% ocupados na AMI, Cemetron e Samar- Foto: Frank Néry - Secom/Governo-RO

Andar pelas ruas sem máscara, não dá mais. Sair de casa sem necessidade, não dá mais. Agir irresponsavelmente com a própria saúde e a saúde do próximo, não dá mais. População é alertada que Rondônia está no limite de leitos para Covid-19 e convocada a ter consciência, para que todos sigam, com o máximo de rigor possível, as recomendações que evitam o contágio do coronavírus.

Na capital de Rondônia, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)  é de 95,9%. ”Esse é o limite do limite. Nós pedimos  a conscientização das pessoas, infelizmente tem alguns que ainda não têm noção quem tem gente morrendo, internados em estado grave, nós precisamos da  conscientização de todos. Isso é responsabilidade social”, disse o o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (1).

Também apresentam índices altos de ocupação de leitos UTI os municípios de Ariquemes, Guajará-Mirim, Jaru, Machadinho D’Oeste, Buritis, Nova Mamoré, Candeias do Jamari, Cujubim, Alto Paraíso, Monte Negro, Campo Novo de Rondônia, Vale do Anari, Itapuã do Oeste, Theobroma, Governador Jorge Teixeira, Cacaulândia e Rio Crespo.