Suplicy interrompe reunião do PT e diz não ter sido convidado

A fala aconteceu durante o lançamento do plano de governo da chapa Lula-Alckmin para as próximas eleições

CG
Camilla Germano
VD
Vinicius Dor

(crédito: Reprodução/Twitter @LulaOficial)

Durante o lançamento do plano de governo da chapa Lula-Alckmin para as eleições presidenciais de outubro, nesta terça-feira (21/6), o vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) deixou o coordenador do plano de governo e mestre de cerimônia do evento, o ex-ministro Aloizio Mercadante, em uma saia justa.

Suplicy interrompeu a solenidade e, de frete para Lula, se queixou sobre não ter sido convidado para o evento e que também não foi ouvido sobre políticas permanente de renda mínima, tema que é uma bandeira dele. 

Veja o vídeo do momento:

Na sequência, Mercadante rebateu a fala e disse que a proposta estava contemplada no plano de governo, em seu item 20, que trata do Bolsa Família. O texto preconiza que o programa de transferência de renda “viabilizará a transição, por etapas, no rumo de um sistema universal e uma renda básica de cidadania”.

Quando Lula falou durante a cerimônia, o ex-presidente defendeu Suplicy e afirmou que o vereador deveria “receber o prêmio Nobel” por causa da obstinada defesa da renda mínima.

Vale lembrar que o plano aprestado nesta terça ficará disponível em uma plataforma da internet, para receber críticas e sugestões dos eleitores e que depois, servirá de base para o programa de governo que deverá ser registrado na Justiça Eleitoral, no momento do registro formal da candidatura.

Assista o lançamento do plano de governo na íntegra:

correiobraziliense