UM MISTO DE ALEGRIA E DOR

Sr.Juarez, acompanhado de seu filho do mesmo nome, e Elcio Moreira, em um momento de descontração.

O ano era 1999, quando aportou aqui pelas terras dos Jarus, um senhor chamado Juarez Américo de Prado, cuja intenção não era outra se não nos trazer o que de melhor pode ser oferecido a um povo; EDUCAÇÃO.

O mesmo vindo do estado de São Paulo na década de 80, radicou-se em Cacoal, onde foi um dos fundadores da Unesc, vinte anos depois entregava ao povo de JARU a UNICENTRO, em seguida na capital do estado criou a UNIPEC, e UNIRON.

Pessoa simples, formado em pedagogia, não poderia ter deixado um legado maior para o nosso povo, o ano ainda era 1999, quando começavam as primeiras conversas de que uma Faculdade seria implantada em nosso município; nada melhor, naquela época as dificuldades para as pessoas residentes em Jaru cursarem um faculdade eram grandes, as opções em especial para os que trabalhavam, eram fazer os cursos noturnos oferecidos em Ji-Paraná, e Ariquemes, os que dispunham de tempo e condições, podiam frequentar os cursos no decorrer do dia.

Na época contando com todo apoio do prefeito Ademário Serafim De Andrade, (DEMA) este logo de imediato colocou a disposição no período noturno a escola Menézio de Vitor no Jardim dos Estados, onde já em 2000, começavam os cursos de Administração pública e privada.

Não foram poucos os que logo se inscreveram para prestar vestibular, pois a partir de então tudo se tornaria mais fácil para os que tinham vontade de fazer um curso superior, e foi exatamente pensando assim, que não foram poucos os primeiros escritos para prestar o primeiro vestibular para UNICENTRO, este próprio pecador se submeteu ao vestibular, e para minha alegria logrei naquela ocasião, um terceiro lugar, o que para mim foi motivo de grande alegria.

Registre-se que em 2001, já era entregue a nossa população, a construção do que viria a ser as instalações definitivas da Unicentro nas terras dos Jarus, uma construção imponente que atendia as demandas da época, e que com o passar do tempo, outros blocos vieram a ser construídos, em função de novos cursos que eram oferecidos.
Devo dizer, que na época a FM DO POVO, foi um canal aberto para este que seria, um dos maiores investimentos feitos até hoje nas terras dos Jarus, assim foi que sempre nos colocamos a disposição da direção daquela instituição de ensino, o que nos levava a incentivar aos nossos jovens continuarem seus estudos, foi com este espírito empreendedor no campo educacional, que o SR. JUAREZ, otimizava a nossa população, a abertura desta porta para o conhecimento.

chamado Américo de Prado,

Devo dizer que algumas vezes tive o grande prazer de entrevista-lo, (FM DO POVO) e nitidamente se sentia o seu amor pela educação, pelo conhecimento, com certeza daí nascia a sua vontade de expandir as fronteiras do conhecimento, do saber, de levar esta oportunidade para outras pessoas, pois estamos cansados de ouvir, de que um país se constrói com educação, e não basta ouvir, não basta falar, é preciso agir.
A época era propícia para tal inciativa, contávamos com o apoio irrestrito do prefeito DEMA, e do então presidente da Assembleia na época Silvernani Santos, que colocava-se também a disposição deste; que foi sem dúvidas uma dos maiores desbravadores da educação nas terras de Rondônia.

Não posso falar em nome de todos, não tenho procuração para tal, mas quero aqui externar meu sentimento de verdadeiro agradecimento ao professor JUAREZ, por ter nos dado esta oportunidade, por ter colocado nas terras dos JARUS, aquela que foi a nossa primeira faculdade, afinal começava ali um divisor de águas, Jaru entrava no rol das cidades possuidoras de uma Faculdade, isto por si só, já nos fazia grandes.