Élcio Moreira (Jornalista e Apresentador) Serei sempre responsável pelo que escrevo, nunca pelo que as pessoas possam vir a entender.

A população de Jaru, ontem viu-se diante de um fato, que já aconteceu e ainda poderá ocorrer com qualquer um de nós, que militamos na imprensa, em especial na imprensa escrita.

Muitas vezes por uma ou outra razão, erros ortográficos, de pontuação ou mesmo de expressões podem ocorrer sejam nos maiores ou menores jornais impressos um errinho poderá acontecer, e por incrível que pareça normalmente vira uma piadinha, que será carregada para sempre no nosso meio, o que não fere o escritor da matéria, e nem tão pouco o veículo de comunicação, afinal a onde está o bicho homem chamado de racional está o erro, assim sendo nós jornalistas também erramos, e este errinhos quando relacionados a escrita, não matam, não ferem, não atingem a honra de ninguém.

A manchete por demais cômica, eu particularmente achei, dizia: “ Jaru: CAPELA MORTUÁRIA ESTÁ FUNCIONANDO E JÁ REALIZA VELÓRIOS AGENDADOS – JARU ONLINE “logo os mais variados comentários, na maioria cômicos, engraçados mesmos, tomaram conta das redes sociais, o que com certeza poderíamos dizer, é que por um instante deixamos o lado político que já está com uma temperatura bastante quente, e passamos então a questionar a manchete com o melhor humor possível, embora alguns não tenham entendido o espírito da brincadeira, o certo é que ninguém queria saber de agendar o velório, mesmo tendo a certeza de que uma hora irá partir, porém alguns ainda pretendendo ficar por aqui muitos e muitos anos, solicitaram que agendassem seus velórios lá para o ano de dois mil e cem, sem dúvidas um bom tempo, afinal dependendo do patrimônio do mesmo, é tempo suficiente para ele fazer a partilha dos bens, e quem sabe arrepender-se de seus pecados.

A língua portuguesa considerada uma das mais difíceis de se aprender, de repente nos apronta cada uma; portanto preciso é estarmos muito atentos, nossos legisladores então; estes têm que folhearem os projetos enviados aquela casa de leis, lerem atentamente várias vezes, pois uma virgula, uma palavra, poderá mudar o sentido total da frase, e sem querer você esmagar toda uma comunidade, isto já temos assistido por ai não poucas vezes, assim sendo temos o legislador subserviente(pau mandado) que sabe que estará prejudicando ao povo, aprovando o projeto enviado pelo executivo; mas assim o faz, do outro lado temos o legislador sem conhecimento, que é o popularmente chamado de Maria vai com as outras, e da mesma forma como o doutor vota favorável, e termina por complicar a todos, isto em função do desconhecimento.

Daí mais uma vez repito que, quando deu-se o direito ao analfabeto votar e ser votado, não foi por uma questão de valorizar o indivíduo, mas sim dos grupos dominantes ter mais poder ainda, ou seja manobrar os votos para se elegerem, ou ainda caso um se tornasse legislador, ser simplesmente um ser teleguiado pela vontade do poder maior, do poder de domínio.

Nós jornalistas erramos, sempre erramos, somos seres normais; erramos na escrita, erramos quando queremos que as pessoas sejam bonecos, erramos quando nos julgamos os donos da verdade, erramos quando os fatos são lavados a público sem a devida veracidade, erramos na pronúncia, erramos quando tomamos posições que não expressam a verdade, nossa… como erramos, agora o importante é que tenhamos a humildade, para reconhecermos os nossos erros, em especial os que possam vir a prejudicar toda uma sociedade, que possam vir a prejudicar o nosso próximo, estes sim são erros que não deveremos cometer.

Quanto aos erros nas manchetes de nossos periódicos, estes já aconteceram e continuarão a acontecer, exemplos:

‘’ A nova terapia traz esperança a todos os que morrem de câncer a cada ano “ (Na cova?) JORNAL DO BRASIL.
‘’ Apesar da meteorologia estar em greve, o tempo esfriou ontem intensamente” ( O frio não estava no sindicato grevista) – O GLOBO
“ Os sete artistas compõem um trio de talento ” Hã? – EXTRA.
“ No corredor do hospital psiquiátrico os doentes corriam como loucos “ – O DIA.
‘’ Ela contraiu doença na época que ainda estava viva “ ( mesmo??? Jura?) – EXTRA.

Para encerrar “ após ter agendado seu velório, na capela mortuária de Jaru, faleceu nesta manha, dia dez de Março de 2100, aos 170 anos de idade o mais longevo jornalista da história do mundo, ÉLCIO MOREIRA…ME AGUENTEM…