Élcio Moreira (Jornalista e Apresentador) Serei sempre responsável pelo que escrevo, nunca pelo que as pessoas possam vir a entender.

Nada absolutamente nada é tão grandioso dentro de um regime democrático quanto o respeito, é muito importante que todos nós tenhamos a grandeza para sabermos entender as divergências de idéias, de opiniões, é exatamente a partir daí que fortalecemos a democracia.
Como seria bom que todos nós tivéssemos tido a oportunidade de freqüentarmos uma escola, como seria maravilhoso que os senhores políticos chamados de suas excelências tivessem investido de verdade na educação, para que hoje pudéssemos ter um país com milhões e milhões de cabeças pensantes, para que as mesmas não se deixassem levar, ou melhor ainda não fossem manipuladas por discursos vazios, que não somam com os sentimentos verdadeiros de uma sociedade que visa o crescimento o desenvolvimento na sua totalidade, não especificamente naquilo a que se propõem seus administradores.

Infelizmente, lamentavelmente somos um país, onde ainda prevalece uma grande desigualdade social, e esta desigualdade leia-se não apenas no campo material, mas sobretudo no intelectual, afinal as elites dominantes, nunca tiveram interesse na riqueza intelectual das minorias, isto porque ficava e ainda continua mais fácil lidar com analfabetos, manipular votos dos menos entendidos, das pessoas de pouco conhecimento.

Hoje quando algumas coisas começam a mudar em nosso país, é importante que saibamos valorizar, quem não lembra a alguns anos atrás as brigas pelas coligações, quando partidos eram disputadíssimos para comporem com este ou aquele segmento, levados exatamente em função do numero de votos que seriam direcionados a coligação, para que assim um maior número de candidatos eleitos pudessem ocorrer naquele grupo, todos lembram; afinal até um nome folclórico, foi dado as famosas convenções, que eram chamadas de “ DANÇA DAS ATAS “ onde muitas inclusive eram levadas a justiça por deixarem dúvidas, quanto aos acordos celebrados, que constavam nas mesmas.

Hoje já não existe tamanha disputa, os partidos se alinham mais tranquilamente, em especial no que concerne os candidatos ao poder legislativo, estes que começam a ser analisados mais profundamente, tendo em vista que as pessoas descobriram e a bom tempo, que um bom poder legislativo se faz necessário, não podemos e nem devemos consagrar nomes de pessoas cujo perfil, não vai de encontro aos anseios de nossa sociedade, candidatos a legisladores que com certeza caso logrem êxito, serão simples subservientes (na linguagem popular, significa pau mandado) portanto sem dúvidas este amadurecimento no meio de nossa sociedade, é muito importante.

Partidos são dentro do nosso sistema, meras agremiações que em função das leis passam a abrigar pessoas que seguem um caminho ideológico e que apenas sendo filiado a um destes , você poderá ou não ser candidato, porém esperamos que logo como já acontece em outros países, possamos ter candidaturas independentes, e mais ainda, possamos acabar com a obrigatoriedade do voto, o que ainda engrandecerá mais o nosso sistema político.

Não podemos negar, que o momento das eleições é um momento consagrador para nós DEMOCRATAS, para nos que lutamos pela liberdade, para nós que buscamos sim um país mais justo, onde os menos favorecidos possam ter voz, portanto que possamos literalmente praticar os ensinamentos DEMOCRÁTICOS, nos aproximando mais ainda, sabendo respeitar a vontade da cada um, afinal o período ditatorial, o período da escravidão já passou, hoje devemos lutar por uma sociedade justa e fraterna, isto sim é o melhor para todos nós.

Que coloquemos dentro de cada um de nós a famosa frase de Mahatma Gandhi: “ Divergência de opinião jamais deve ser motivo para hostilidade “