BR-429 está em péssimo estado de conservação

Trafegabilidade está comprometida e a infraestrutura está deteriorando todos os dias, por causa da falta de manutenção.

0
Buracos toma conta da BR-429 onerando transeuntes da via.

Transeuntes da BR-429, localizada na Região Central do Estado de Rondônia, sendo responsável por ligar a BR-364 ao Vale do Guaporé, na fronteira com a Bolívia, denunciam descaso do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte Terrestre (Dnit) por descaso quanto a manutenção da rodovia federal.

O excesso de buracos, a má conservação da estrada, além da falta de sinalização, tanto vertical, quanto horizontal e também a ‘inoperância do Dnit’, provoca vítimas fatais em acidentes, além de produzir sequelas irreversíveis por causa de acidentes e acumular prejuízos financeiros para os proprietários de veículos, que sofrem com a buraqueira ao longo da rodovia.

A região sofre com a falta de investimentos por parte do governo federal. Não há um levantamento de quanto teria sido investido na rodovia, nos últimos anos, mas se sabe que foi muito pouco, devido a falta de condições de trafegabilidade.

Motoristas afirmam que a Rodovia Federal não recebe investimentos há anos.

Principal via que liga a Região Central até a fronteira do Brasil com a Bolívia, a BR-429 parece ter sido esquecida. “Estamos abandonados a própria sorte. A Polícia Rodoviária Federal faz o que pode para nos ajudar, mas eles também estão defasados e sobrecarregados”, disse um morador de Alvorada do Oeste (RO), há 450 km de Porto Velho.

Sem investimentos que possam beneficiar os usuários da via há anos, a rodovia tem infraestrutura extremamente comprometida e os transeuntes correndo riscos periodicamente de acidentes fatais.

Uma bananeira foi plantada a fim de chamar a atenção do órgão para as péssimas condições de trafegabilidade.

Em conversa recente como o responsável pelo Dnit em Ji-Paraná (RO) há 360 km de Porto Velho, Jacome da Silva Marinho foi confirmada a presença de servidores do órgão na BR-429 a partir da penúltima semana de janeiro de 2020, que já está acabando e nada teria sido feito até o momento.

Jacome disse que o órgão havia disponibilizado recursos, sem especificar a quantidade e/ou o volume a ser investido em melhorias na rodovia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here