Braga Netto repudia, em nota, declarações de Aziz sobre militares

Ministro da Defesa e chefes das Forças Armadas afirmam que narrativa do senador “afasta os fatos” e atinge os militares “de forma vil e leviana”. Na sessão de hoje, presidente da CPI afirmou que “banda podre” da caserna está envolvida em corrupção

02/04/2020. Crédito: Isac Nóbrega/PR/reprodução. Coletiva de Imprensa no Palácio do Planalto sobre as ações de enfrentamento no combate ao Covid-19, na foto o Ministro da casa civil Gen Braga Netto.

O ministro de Estado da Defesa, Walter Braga Netto, e os comandantes das Forças Armadas emitiram nota, na noite desta quarta-feira (7/7) repudiando as declarações do presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, o senador Omar Aziz (PSD-AM), que afirmou hoje que “membros do lado podre das Forças Armadas estão envolvidos com falcatrua dentro do governo”.

O documento, assinado por Braga Netto e os comandantes da Marinha, Almir Garnier Santos, do Exército, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira e da Aeronáutica, Carlos de Almeida Baptista Junior, afirmam que a narrativa do senador, “afastada dos fatos, atinge as Forças Armadas de forma vil e leviana, tratando-se de uma acusação grave, infundada e, sobretudo, irresponsável”.

A nota foi compartilhada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. O documento contém um erro de data, pois menciona que a declaração de Aziz ocorreu em 7 de junho. O senador presidiu nesta quarta-feira a sessão que ouviu o depoimento do ex-diretor do Ministério da Saúde, Roberto Dias, que teve a prisão decretada por Aziz

Veja a íntegra da nota do Ministério da Defesa

NOTA OFICIAL

Brasília 7 de julho de 2021

O Ministro de Estado da Defesa e os Comandantes da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira repudiam veementemente as declarações do Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito, Senador Omar Aziz, no dia 07 de julho de 2021, desrespeitando as Forças Armadas e generalizando esquemas de corrupção.

Essa narrativa, afastada dos fatos, atinge as Forças Armadas de forma vil e leviana, tratando-se de uma acusação grave, infundada e, sobretudo, irresponsável.

A Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira são instituições pertencentes ao povo brasileiro e que gozam de elevada credibilidade junto à nossa sociedade conquistada ao longo dos séculos.

Por fim, as Forças Armadas do Brasil, ciosas de se constituírem fator essencial da estabilidade do País, pautam-se pela fiel observância da Lei e, acima de tudo, pelo equilíbrio, ponderação e comprometidas, desde o início da pandemia Covid-19, em preservar e salvar vidas.

As Forças Armadas não aceitarão qualquer ataque leviano às Instituições que defendem a democracia e a liberdade do povo brasileiro.

Walter Souza Braga Netto
Ministro de Estado da Defesa

Alte Esq Almir Garnier Santos
Comandante da Marinha

Gen Ex Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira
Comandante do Exército

Ten Brig Ar Carlos de Almeida Baptista Junior
Comandante da Aeronáutica

Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD)
Ministério da Defesa

por correiobraziliense