“CONTRA FATOS NÃO EXISTEM ARGUMENTOS’’ SERÁ?

Existe um adágio popular, que é muito comum ouvirmos por aí; é ele: ‘’ contra fatos não há argumentos “ porém  será que o mesmo vale para os nossos dias de hoje?

Sabemos nós que não de agora, mas de a muito tempo, que a vontade dos poderosos, dos detentores do poder econômico, via de regra são impostos a sociedade de um modo geral.

Hoje quando assistimos as injustiças prosperarem, quando assistimos leis sendo feitas para beneficiar a este ou aquele segmento social, em detrimento a ampla maioria, não sei se este adágio de que ‘’CONTRA FATOS NÃO EXISTEM ARGUMENTOS’’ ainda está valendo, pois estamos fartos de saber, e até mesmo de tomarmos conhecimento de que existem sentenças e sentenças, o que automaticamente nos leva a descrença de uma justiça realmente justa.

Não podemos perder as esperanças, mas muitos são abatidos   diariamente   frente aos tantos problemas que vivem,    enquanto   verdadeiros criminosos são julgados impunes,  pessoas outras  por questões simples são colocadas nas prisões da vida.

Assim sendo não sei se  realmente ‘’contra fatos não existem argumentos ‘’  até porque aqui nas terras de Cabral, Roberto Carlos  nos presenteou com uma canção intitulada ‘’ COMO DOIS E DOIS SÃO CINCO”  isto em 1971, quem parou e analisou com certeza deve ter descoberto exatamente o que representa a canção, que colocando para os nossos dias, está atualizadíssima, lá ele diz: “ tudo vai mal “  é este ‘’ vai mal ‘’que nos devora, que nos deixa apavorados, mas que bom que ainda existem os que ‘’ FALO, NÃO CALO, NÃO FALO, DEIXO SANGRAR.

Que possamos buscar a paz, a harmonia entre nós irmãos brasileiros, pois não serão as ideologias, não são homens interessados em se manterem no poder, que irão mudar os nossos destinos; estes serão mudados quando nos tornamos sim arautos da justiça, da verdade, e sobretudo do amor ao próximo.

Quanto a dois mais dois ser cinco, muitos poderosos, sabem quando este resultado é preciso, quando este resultado deve ser usado, e nós pobres mortais, temos apenas que aceitar, não adiantarão argumentos, pois os argumentos dos mais  necessitados via de regra são  sempre os não ouvidos, ou mesmo levados  em consideração.

A história já nos mostra, que existem algumas maneiras de dominar um povo, dentre elas podemos destacar o Medo, as Armas, e no mundo atual o mais atuante é poder Econômico, este inclusive já dita normas em muitas regiões do mundo.

O poder pelo saber, pelo conhecimento; pela razão, este infelizmente vai sendo esmagado, sendo suplantado por interesses outros, afinal quanto menos saber, quanto menos conhecimento o povo tiver,   mais fácil fica para que as pessoas não tenham argumentos para se defenderem dos tantos horrores praticados por quem,   deveria cuidar bem  das pessoas;  infelizmente é apenas uma questão de refletirmos, e entendermos que a cada dia que passa, argumentos e argumentos  são jogados no lixo, como se de  nada valessem, prevalecendo sempre a vontade daqueles cuja realização no decorrer da vida, está apenas em fazer parte da elite do poder seja político ou econômico,  não levando-se  em consideração os mais necessitados, e assim  fechando sempre a conta de dois mais dois são cinco, e acabou;  aqui mando eu, ou melhor; mandamos nós, seus argumentos são apenas zeros a esquerda.