×

Morador denúncia descaso com vazamento em cano

Concessionária foi avisada por morador do Hernandes Gonçalves. Segundo ele, a resposta foi que conserto seria feito somente na segunda.

Água jorra desde antes das 16h00 deste domingo, sem que funcionários da CAERD tenha sequer ido ao local.
(Foto: Morador Hernandes Gonçalves)

Um morador da Avenida Amazonas, no bairro Hernandes Gonçalves em Presidente Médici (RO) há 400 km de Porto Velho, está indignado por causa do vazamento de água tratada num cano da Companhia de Águas e Esgoto de Rondônia (CAERD), que segundo ele, perdura desde antes das 16h00 deste domingo, dia 01 de dezembro.

Conforme o morador [que preferiu não se identificar] saiu de casa e foi buscar por alguém da concessionaria para o conserto, mas a resposta que teve foi que: “o pessoal do serviço de rua só entra na segunda-feira, a partir das 7h00. O melhor a fazer é vir logo cedo e abrir uma ordem de serviço”, teria dito a pessoa que atendeu.

          Segundo o morador, ele argumentou sobre o vazamento ser grande e que poderá causar desabastecimento, mas a pessoa que o atendeu, teria dito que não havia outra forma, o jeito mesmo era esperar.

O volume de água que sai pelo cano rompido é grande.
(Foto: Morador Hernandes Gonçalves)

A concessionária enfrenta problemas graves em todo o estado, aonde ainda presta os serviços para a população. Falta infraestrutura, mão-de-obra, matéria-prima, dinheiro e muitas outras coisas. Resumindo: a CAERD está falida e em Presidente Médici vem sofrendo duras críticas por causa do serviço de péssima qualidade que oferece.

A empresa responde na justiça por diversas situações, dentre os processos tem um da Energisa, de mais de R$ 600 mi, segundo informações do deputado estadual Laerte Gomes (PSDB), que é presidente da Assembleia Legislativa.

No município, dentre as ações que a CAERD responde está uma da prefeitura, devido a concessionária não cumprir com as suas obrigações, sendo uma das mais importantes, o esgotamento sanitário.

A direção local da empresa nunca disponibilizou um telefone de emergência.

O que tem é para atender em horário comercial (69) 3471-2516.

Nelson Salim Salles

Ver comentários