Uma mulher que afirmou ser servidora pública em Jaru (RO), divulgou um vídeo em que aparece criticando a câmara municipal de vereadores do município, especialmente pela aprovação de um Projeto de Lei, que segundo ela, prejudica os servidores públicos municipais.

Conforme a mulher no vídeo, apenas três vereadores teriam votado contra o Projeto de Lei. Também durante o vídeo, a mulher também mostra e fala sobre uma série de medicamentos que lhes seriam prescritos, inclusive, antidepressivos. Ela se queixa de uma série de sintomas também.

Aborrecida e muito descontente, a mulher inicia o vídeo dizendo que no município – Jaru – servidor nenhum poderá ficar doente, pois, será descontado na folha de pagamento.

O PL 2.904/2020, foi elaborado pela atual administração em 2020 e, segundo informações, faz adequações concernentes a “reforma da previdência”, por isso, houveram alterações. (Clique e Veja)

O PL tem seis páginas e foi apresentado a câmara municipal no dia 16 de junho deste ano. O projeto destaca a obrigação do custeio com despesas referentes aos pagamentos de auxílio-doença, benefícios que eram de responsabilidade do Sistema Jaru-Previ, mas que não são mais, pois, a previdência municipal agora limita-se a custear as aposentadorias e as pensões por morte.

(Assista a Sessão no dia da Votação)

Assista ao vídeo abaixo:

Mulher que se diz servidora pública vai para internet criticar maioria dos vereadores de Jaru

Uma mulher que afirmou ser servidora pública em Jaru (RO), divulgou um vídeo em que aparece criticando a câmara municipal de vereadores do município, especialmente pela aprovação de um Projeto de Lei, que segundo ela, prejudica os servidores municipais. Conforme a mulher, apenas três vereadores teriam votado contra o PL. durante o vídeo, a mulher também mostra e fala sobre uma série de medicamentos que lhes são prescritos, inclusive, antidepressivos.

Posted by Minuto Notícia on Friday, July 31, 2020