QUANDO É PRECISO…

 

A vida, foi, é, e será sempre constituída do bom e do ruim, cabe a cada um de nós analisarmos conscientemente; e responsavelmente fazermos os nossos elogios, e as nossas críticas, isto com toda a responsabilidade devida.
Hoje neste mundo tão cruel que estamos vivendo, onde tudo, ou quase tudo é levado para o campo da discórdia, é preciso que reconheçamos nossas falhas e virtudes, não vamos olhar o mundo apenas com o negacionismo, não vamos olhar a esta ou aquela administração apenas em seus pontos negativos, pois em se tratando de jornalistas sérios, de uma imprensa voltada ao anseios da comunidade, é importantíssimo que a verdade seja mostrada, é importante que os pontos positivos sejam mostrados, tanto quanto aquilo que parece não ser positivo para as pessoas; assim deve ser o campo de visão não apenas dos profissionais da imprensa, mas das pessoas também que dependem das ações de nossos governantes.
Frente as tantas críticas, que estamos assistindo com relação a condução do combate a COVID/19, em nossos estados, em nosso país, quero aqui ressaltar, o grande trabalho feito pela secretária de saúde de nosso município(Tatiane de Almeida Domingues) que juntamente com a sua equipe, e com certeza com o apoio do gestor municipal, tem procurado evitar um sofrimento maior por parte de nossos munícipes; sabemos das dificuldades, isto é inegável, sabemos sim do desgaste físico, e psicológico que não deixa de se abater junto aqueles que estão na linha de frente tentando salvar vidas, mas nem por isto, a equipe de saúde de JARU, tem se curvado, tem se abatido, e o que assistimos, não podemos negar é a luta constante, em busca das melhores soluções, para que logo estejamos livres deste flagelo que assola, não só o nosso país, mas todo o mundo.
Quero aqui ressaltar, a organização que vem sendo feito quanto a organização das aplicações das vacinas, onde sem alarde já até podemos nos destacar em relação a faixa etária que recebeu as mesmas, pois poucos não são os municípios que ainda estão tentando avançar, neste quesito, lógico que se tivéssemos vacinas suficientes com certeza mais avançados estaríamos.
Pelo seu profissionalismo, pelo seu trato para com a população, e por que não dizer de sua atenção para com este jornalista enquanto apresentador de um programa jornalístico(radiofônico) em nossa cidade, onde todas as segundas feiras desde que começou a pandemia, a mesma colocava-se a disposição, para levar aos ouvintes tudo que ocorria em relação a covid/19, não poderia deixar de fazer este comentário.
Que registre-se aqui então, que precisamos nós da imprensa agir com seriedade, se o mundo é constituído de coisas boas e ruins, que possamos nós jornalistas olharmos para as duas coisas, independente de cores partidárias, independentes de bajulações, e que em assim sendo apenas procuremos mostrar o que é verdadeiro, o que realmente precisa chegar ao conhecimento de nossa gente, seja o bom ou ruim, que divulguemos apenas com a responsabilidade devida.
Deixo aqui também o meu mais veemente protesto em relação aqueles que debocharam da covid/19 (grepezinha), ou ainda que por razões outras fizeram pouco caso em relação a uma maior divulgação possível do que estava ocorrendo, com relação a propagação do vírus, deste Deus tenha misericórdia.
Que Deus nos abençoe, e que façamos a nossa parte enquanto cidadãos(ãs) para enfrentarmos a pandemia, e enquanto não somos todos vacinados, vamos seguindo as recomendações da ciência, ou seja evite aglomerações, use máscara, use álcool gel, e com certeza estaremos contribuindo para não propagação da covid/19.
VACINA SIM… VACINA JÁ…